Início » Gestão estratégica de empresa: Como a Gestão em Dados utiliza métricas de negócios

Gestão estratégica de empresa: Como a Gestão em Dados utiliza métricas de negócios

Gestão estratégica de empresa: Como a Gestão em Dados utiliza métricas de negócios

A complexidade para gerir uma empresa aumenta diariamente. Isso se dá por conta do contexto atual, com um mercado mais competitivo devido a mudanças aceleradas e o fácil acesso à informação, de qualquer um, em qualquer lugar e em qualquer momento.  

 E com todo esse volume de informações e complexidade, a gestão estratégica de empresas é um assunto muito em alta. Vários empreendedores, CEOs e diretores fazem perguntas como:  

> Quais indicadores existem? 

> Quais indicadores eu devo seguir para tomar decisões? 

 

E nós da Gestão em Dados também nos deparamos com essas dúvidas. 

Como parte da nossa metodologia própria, criamos um acompanhamento que faz parte da gestão estratégica da empresa, com poucos, mas importantes indicadores para nos ajudar na tomada de decisões informadas por dados. 

Para fazer uma boa gestão estratégica, concentramos nossos indicadores em 3 pilares principais: 

  1. Smarketing (marketing e vendas): tudo começa com a aquisição de novos clientes e o crescimento da marca no mercado. Portanto, acompanhar indicadores dessa área torna-se essencial para o negócio. Aqui dentro, temos as seguintes métricas: 

    1. Novo MRR: Receita Recorrente Mensal é responsável por entender não somente quantos clientes entraram no mês, mas também, qual foi a receita gerada dos esforços da área.

    2. Leads: Com base nas taxas históricas, aplicamos a metodologia de funil reverso partindo da receita esperada para o número de leads necessários para alcançarmos essa receita.

 

  1. Operação: no pilar de operação, analisamos métricas importantes da nossa entrega e retenção dos clientes, uma vez que os esforços foram grandes para encontrar novos parceiros, agora precisamos entregar valor e mostrar o quanto a nossa parceira é importante. Temos as seguintes métricas:

    1. MHS: Must Have Score mostra o quão decepcionados ficariam nossos clientes se o nosso serviço deixasse de existir. Decidimos colocar esse indicador em nosso painel para entender a qualidade da nossa entrega e adequá-la, caso seja necessário. 

    2. Churn: Indicador muito conhecido que mostra quantos clientes nos deixaram em um determinado período, impactando diretamente no faturamento da empresa.

 

  1. Finanças e Negócios: nosso terceiro e último pilar, que serve para ver a saúde financeira da empresa e tomar decisões estratégicas de crescimento. São as métricas:

    1. Geração de Caixa Mensal: olhar o fluxo de caixa é parte essencial para qualquer empreendedor, a geração de caixa nesse sentido, mostra o quão saudável estamos com nossas contas, garantindo sempre uma receita maior do que as despesas. 

    2. Evolução do MRR: essa métrica nos dá uma visão da evolução do negócio, pois nos permite acompanhar o crescimento do negócio com as receitas recorrentes dos clientes que entram e permanecem em nossa carteira, apontando fatores como: bom processo de aquisição e uma operação saudável.

    3. EBITDA: indicador contábil que muitas empresas utilizam para visualizar o quanto a empresa lucrou ou gerou prejuízo na última linha do balanço, onde todas as amortizações, taxas e impostos são retirados, sobrando realmente, o lucro líquido, em muitos casos. 

 

Conclusão: 

Esses são os indicadores que nós aqui da Gestão em Dados usamos para a gestão estratégica da nossa empresa. São indicadores que passam por todo o negócio e oferecem uma clareza geral sem deixar de lado o essencialismo, facilitando a tomada de decisão.

 Isso ajuda também a evitar a paralisia da informação, muito comum nos dias de hoje por conta do volume de informações que recebemos durante todos os dias. 

 Dentro desses indicadores, temos indicadores secundários que são observados dentro de cada departamento, que aqui dentro da Gestão em Dados chamamos de círculos. 

 Agora que conhece melhor sobre os indicadores globais de uma empresa, coloque em prática dentro do seu negócio. E comente abaixo quais você já usa em sua empresa. 

 Esperamos que você tome melhores decisões na gestão estratégica da sua empresa com essas dicas.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

sete − 4 =