Início » Growth Marketing: como usamos estratégias de growth para o crescimento das empresas

Growth Marketing: como usamos estratégias de growth para o crescimento das empresas

Growth Marketing: como usamos estratégias de growth para o crescimento das empresas

Neste post, você aprenderá um pouco sobre processos de Growth Marketing para usar dentro da sua empresa, seguindo um pouco da nossa metodologia. 

O que você vai ver no post: 

  • O que é Growth Marketing
  • Priorização de atividades
  • Levantamento de hipóteses  
  • Rodada de testes e validação
  • Conclusão 

 

O que é Growth Marketing: 

O Growth Marketing é uma área de conhecimento que usa um  modelo de trabalho baseado em processos, testes e validações de hipóteses com o objetivo de chegar mais rápido no resultado esperado. 

Na internet, você encontrará diversas variações e definições para esse mesmo termo. E não tem problema, pois o importante é pegar o essencial do método e aplicar na realidade da sua empresa. 

Aqui na Gestão em Dados, por exemplo, aplicamos muito o Growth Marketing em nossa metodologia, o que explica vários resultados positivos que temos com nossos clientes. 

 

Os 3 processos chave do Growth Marketing:

O Growth Marketing, como já falamos, é um processo voltado para o experimento. E faz parte desse processo, levantar muitas hipóteses que estão diretamente relacionadas à sua qualidade e efetividade ao conhecimento aplicado da equipe, no marketing digital, negócios, processos e no caso da nossa consultoria, a empresa do nosso cliente. 

Dica profissional: antes de chegar no momento de levantar hipóteses e começar a testar, você deve mapear os principais KPIs da sua empresa e criar uma estrutura de análise de dados para encontrar os gargalos e oportunidades. 

 

Priorizando atividades

É comum encontrar diversos gargalos e oportunidades nesse processo e, mais comum ainda, é ficar ansioso para resolver tudo de uma vez só. Embora a intenção seja concluir tudo de uma vez, muitas vezes não é possível, por isso, devemos controlar e priorizar as demandas. 

E como é feito isso? Com o uso de diversas ferramentas, como por exemplo, a Matriz GUT (Gravidade, Urgência e Tendência). 

Aqui na Gestão em Dados, além da Matriz GUT e da matriz de priorização baseada em categoria, impacto e esforço, também conferimos a causa e efeito de cada ação, para sermos mais assertivos no que realmente precisa ser feito e entregar resultados o mais cedo possível. 

 

Levantando Hipóteses

Após levantar as ações que devem ser priorizadas, é o momento de levantar hipóteses para a solução do problema. 

O levantamento de hipóteses é muito importante para mapear as ações, os recursos e o tempo necessário para realizar cada atividade. O que possibilita criar um histórico de alterações, ou seja, um log de hipóteses.

 

Rodada de Testes e validação

Com as hipóteses levantadas, é hora de montar um plano de ação e começar a rodar os testes. Neste momento já é possível entender os efeitos que aquela mudança causa  nos indicadores da sua empresa. 

O objetivo sempre é fazer efeitos positivos nos indicadores, mas às vezes não acontece, e por isso que rodamos testes para validar as hipóteses levantadas no início do processo. 

Cuidado que, em alguns casos como otimização em performance, pode ocorrer uma queda nos indicadores de campanha num primeiro momento, mas depois a tendência poderá mudar e os resultados melhorarem. Para isso é importante conhecer muito bem sobre as plataformas e as estratégias que está adotando para ter segurança nesses momentos de vale. 

 

A validação deve ter ciclos de tempo definidos e eles devem ser respeitados, defina um período para aquela validação rodar e aguarde o ciclo se encerrar para alterar ou tirar conclusões do teste. Geralmente, os ciclos podem durar de 14 a 30 dias. Não existe um certo ou errado, essa é a nossa recomendação e dependerá do que você está testando. 

 

Conclusão

Perceba que muita coisa pode ser feita com ferramentas que ajudam no processo, mas a estratégia e a experiência no processo depende da experiência e maturidade das pessoas que estão trabalhando no projeto. 

Por isso, é importante o desenvolvimento constante do time para que os resultados sejam cada vez mais satisfatórios. 

Embora muitas empresas não tenham um time experiente ou robusto o suficiente para rodar essas atividades, ainda há uma chance de aplicar o Growth Marketing na sua empresa: contratando uma consultoria especializada nesses processos, como a Gestão em Dados 

Além do conhecimento altamente técnico com performance e modelagem de dados, nosso time tem muita experiência em negócios, o que torna um diferencial pois os testes são realizados sempre com um olhar cuidadoso nas métricas de negócios da sua empresa, como CAC, LTV, margem de contribuição e muitos outros. 

 

Gostou do post? Deixe seu comentário sobre o que achou e caso tenha interesse em saber mais sobre as nossas soluções, entre em contato conosco através desse link.

 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

cinco × 3 =